Descombinando o Biquíni!

O verão já começou,vem calor,vem férias e nada melhor do que se refrescar com muito estilo numa praia ,piscina ou com banho de mangueira no quintal.O importante é aproveitar esse período que particularmente amo hahaha #sódeuspodemejulgar.Logo os biquínis e maiôs ganham os holofotes junto com as saídas de praia que ganharam status pra ir direto pro barzinho,baladinha ou qualquer outro lugar.

E se tem um item que assim como as lingeries aumentaram os preços foram os trajes de banho.Tem que pesquisar bastante e a parte boa que a gente  pode comprar peças separadas.Se você ama conjuntinho ok ,miga tá tudo certo. Mas que tal levar o conceito da mistura de estampa para o seu biquini?

Design sem nome (18)

Pode ser também mix de textura como o crochê e a lycra,usar uma estampa e uma peça lisa também fica bacana podendo ser o inicio pra sair da caixinha.A parte melhor disso tudo é que não precisa de uma peça nova pra já colocar em prática,é só usar com os biquínis que você já tem.

Ah Jú só tenho biquíni liso e agora?Faz um color blocking que tá super em alta.Esse styling faz render muitos lookitos veranis,a sensação que se tem é de um “biquíni novo” a cada mergulho na piscina. #sqn hahaha.

Eu já tô super empolgada pra colocar em prática porque me desfiz de uns biquínis meus que já não tem mais nada ver comigo.Só restou dois conjuntos,um modelo tomara que caia e um maiô branco que logo estarão fazendo mix de estampas pela praias soteropolitanas haha.

E ai vamos soltar a mão da criatividade?

Beijos 🙂

A evolução do biquini.

O verão chegou com tudo no hemisfério sul,e claro praias lotadas nos finais de semanas.A variedade é enorme na moda praia,biquínis de diversos modelos com cinturas mais altas com as hot pants passando pela tanga até chegar no ousado fio dental.E agora o maiô tem roubado a cena em muitas areias por ai sendo um excelente body no pós praia.Mas nem sempre foi assim,o seu surgimento foi uma verdadeira bomba atômica na época e não foi a toa que recebeu o nome biquíni,graças a ilha atol bikini que era o local em que Estados Unidos fazia seus testes de bombas atômica.Foi tão escandaloso na época que nenhuma modelo queria usar e o seu criador estilista francês Louis Réard foi atrás da stripper Michellini Bernadine que encarou o desafio.

Michelini Bernadini com o primeiro biquini.
Modelo usado anterior ao biquini.

Durante a década de 50 atrizes e pin up foram muito importante na popularização da peça.Brigite Bardot em “Deus criou a mulher” fez muita gente suspirar com uma modelo com estampa xadrez adornado com babadinhos.No Brasil as praias cariocas era um cenários de mulheres que chocava a sociedades usando trajes minúsculos e se tornando nosso principal produto de moda.Na década de 60 outra atriz causava burburinho no cinema Ursula Andress na cena do filme” 007 contra o satânico dr No”.E no meio dessa ferveção toda surge o modelo de maiô engana mamãe que na frente tinha uma tira que juntava a parte de cima com a de baixo e atrás lembrava um biquini.

Ursula Andrews no filme 007.
Brigitte Bardot no filme “deus criou a mulher”.

Mas foi na década de 70 que se consolidou de vez,um novo modelo brasileiro surgiu e que é super atual:A Tanga. E a modelo Rose Di Primo sua principal musa a partir disso criamos várias modelagens durante a década de 80:Asa delta,fio dental,os lacinhos laterais e o sutiã cortininha.Os anos 90 surgiram outros complementos como saídas de praias,bolsas,chapéus ,óculos,chinelos,cangas e toalhas.E hoje a gente vai linda e fashion curtir a nossa praia de acordo com que a gente se sente melhor.

O modelo “fio dental”
Sutiã cortininha e tanga com lacinho.
Rose di Primo e a primeira tanga.

 

Tangas e modelo “engana mamãe”

fonte:google imagens.